Vera Bonilha –  atriz, locutora e dubladora.

Nasci na cidade de São Paulo, em 3 de agosto de 1972.

Sou Bacharel em Cinema pela FAAP, atriz pelo Estúdio Fátima Toledo, pelo CPT (Centro de pesquisas Teatrais) e Teatro Escola Célia Helena.

Sou locutora profissional desde 2000 e dubladora desde 2016.

Minha trajetória é majoritariamente marcada pelo teatro. Iniciei minha carreira profissional com a peça Baal – o mito da carne com direção de Marcelo Fonseca, em 1996. Em 1997, com Raquel Marinho, Roberto Rocha e Ricardo Leitte, criamos a Cia 3×4, onde atuei até 2000.

De 2001 a 2013 fiz parte da Cia Bendita Trupe, tendo atuado em 7 peças teatrais: O CasamentoEspiral do TempoO Tesouro de BalacobacoA EstradaMiserê BandalhaAssembléia dos Bichos, e Os Collegas.

Em 2002 trabalhei ainda com Naum Alves de Souza na peça Mano, de Gilberto Dimenstein, em 2007, sob a direção de Rubens Rusche, atuei em  Crepúsculo – Três Peças Curtas de Samuel Beckett. Em 2010 trabalhei com o diretor russo Jurij Alschitz. Participei do Summer Academy, treinamento e montagem da peça The Lady with the Lapdog de Anton Tchékhov, na Itália, e, em 2011, produzi  o curso de Alschitz, Laboratório.Tchékhov, realizado no Sesc Consolação, em São Paulo.

Atualmente integro a companhia Teatro do Tempo, grupo de pesquisa de linguagem, inaugurado em 2010 com a peça As Cegas. E tem como parceiros a dramaturga Cláudia Maria de Vasconcellos, a atriz e diretora Neca Zarvos e o fotógrafo e performer Gil Grossi.

Na televisão, minhas mais recentes participações foram no Programa The Love School da TV Record em 2018, e na Novela Haja Coração, da TV Globo em 2016.

No cinema atuei nos longas-metragens Jogo Subterrâneo, de Roberto Gervitz e Quanto Vale ou é por Quilo, de Sergio Bianchi; assim como os curtas-metragens Acordo, de Raffaella Rosset, Selvagem, de Daniel Lopes e, O Presente, de Cauê Custódio.

Performei durante 6 meses na exposição Ocupação Zuzu, no Itaú Cultural, em São Paulo, e no Paço Imperial, no Rio de Janeiro em 2014, em 2015, participei da Exposição TERRA COMUNAL – Marina Abramovic + MAI, como Supervisora e Facilitadora do Médoto Abramovic, no Sesc Pompéia.

Fui voluntária na Fundação Dorina Nowill para Cegos, de 2009 à 2017, como leitora de Áudio Livros. 

Como coach de atores, fui assistente de Fátima Toledo na preparação do ator Vinicius de Oliveira para o filme Central do Brasil de Walter Salles, fiz assistência para Antunes Filho na peça Vereda da Salvação, e preparei o elenco do curta-metragem Tabaco, de Henrique Rodrigues, vencedor no Festival de Gramado.

Comecei minha trajetória profissional em 1996 usando o nome artístico Vera Villela, mas a partir de 2010 passei a assinar meu nome original, Vera Bonilha.

  • 2018 – Desigual. De Cláudia Maria de Vasconcellos e direção de Jairo Mattos. Esteve em cartaz no Teatro Sérgio Cardoso/SP.
  • 2013 – O Casamento. Adaptação do romance proibido de Nelson Rodrigues, e direção de Johana Albuquerque. Esteve em cartaz no Teatro Tuca/SP.
  • 2011 – Entradas e Saídas. Números clássicos de circo sob a direção da Cia. La Mínima.
  • 2011 – As Cegas. Escrita e dirigida por Cláudia Maria de Vasconcellos. Esteve em cartaz no Teatro VIGA/SP.
  • 2010 – Tripalium 500mg. De Cláudia Maria de Vasconcellos, e direção de Carlos Baldim. Estreou no Festival Satyrianas.
  • 2010 – The Lady with the Lapdog. De Anton Tchecov, e direção de Jurij Alschitz (San Vito al Tagliamento – Itália).
  • 2009 – Espiral do Tempo. De Cláudia Maria de Vasconcellos em processo colaborativo com Bendita Trupe, direção de Johana Albuquerque. Esteve em cartaz no Teatro do SESI/SP.
  • 2007 – O Tesouro de Balacobaco. De Cláudia Maria de Vasconcellos e direção de Johana Albuquerque. Esteve em cartaz no Teatro Alfa/ SP, Teatro Sesc Consolação/SP, Teatro Sesi/Sp e excursionou pelo interior de São Paulo com o projeto “Viagem Teatral”.
    *Melhor Espetáculo Infantil pelo APCA, Coca-Cola Femsa, e Guia da Folha, 2007.
    **Indicada por este trabalho ao Prêmio Coca-Cola Femsa na categoria de Melhor Atriz.
  • 2007 – Crepúsculo-Três Peças Curtas de Samuel Beckett. De Samuel Beckett e direção de Rubens Rusche. Esteve em cartaz no CCSP/SP.
    * Melhor Espetáculo APCA.
  • 2006 – A Estrada. Livre adaptação do filme “La Strada” de Fellini por Cláudia Maria de Vasconcellos e direção de Johana Albuquerque. Inaugurou o Espaço dos Parlapatões/SP.
  • 2006 – Miserê Bandalha. Texto Bendita Trupe, dramaturgia de Cláudia Maria de Vasconcellos e direção de Johana Albuquerque. Esteve em cartaz no Teatro João Caetano/ SP.
  • 2005 – Assembléia dos Bichos. De Cláudia Maria de Vasconcellos e direção de Johana Albuquerque. Estreou no Sesc Consolação/ SP, e ficou em cartaz durante 5 anos em vários teatros da capital, e excursionou pelo Brasil.
  • 2004/2003 – Os Collegas. Texto Bendita Trupe e direção de Johana Albuquerque. Esteve em cartaz no Espaço Marcenaria do Teatro Sérgio Cardoso/SP.
  • 2003 – Mano. De Gilberto Dimenstein, adaptação e direção de Naum Alves de Souza. Esteve em cartaz no Teatro SESI/SP e viajou pelo interior de São Paulo pelo projeto “Viagem Teatral”.
  • 2001 – Sappho de Lesbos. De Ivam Cabral e Patrícia Aguille, direção de Rodolfo García Vázquez. Esteve em cartaz no Teatro dos Satyros/SP.
  • 1999 – Carniceria. Texto e direção de Ricardo Leitte, com a Cia. 3X4. Esteve em cartaz no Teatro Arthur de Azevedo/SP.
  • 1998 – O Açougue. Texto e direção de Ricardo Leitte, com a Cia. 4X4. Esteve em cartaz no Teatro Arthur de Azevedo/SP.
    *Vencedor da Jornada Sesc de Teatro.
  • 1997 – EnganoTexto e direção de Ricardo Leitte, com a Cia. 3X4. Esteve em cartaz no Teatro do MUBE/SP.
  • 1996 – Baal- O mito da carne. De Bertold Brecht e direção de Marcelo Fonseca. Esteve em cartaz no Espaço Equilibrio/SP.
  • 1993 – Vereda da Salvação. De Jorge Andrade e direção de Antunes Filho.. A peça esteve em cartaz no Teatro Sesc Consolação.
    *Assistente de Direção de Antunes Filho.

Cinema

  • 2015 – Acordo. Curta-Metragem dirigido por Raffaella Rosset
  • 2012 – Selvagem. Curta-Metragem dirigido por Daniel Lopes.
  • 2007 – Garoto Cósmico. Longa-Metragem dirigido por Alê Abreu.
  • 2003 – Jogo Subterrâneo. Longa-Metragem dirigido por Roberto Gervitz.
  • 2003 – Quanto vale ou é por Quilo. Longa-Metragem dirigido por Sérgio Bianchi.
  • 2000 – Memórias Póstumas. Longa-Metragem dirigido por André Klotzel.
  • 1999 – O Presente. Curta-Metragem dirigido por Cauê Custódio.
  • 1999 – Tabaco. Curta-Metragem dirigido por Henrique Rodriguez.
  • 1996 – Central do Brasil. Longa-Metragem dirigido por Walter Salles. (Assistente de Direção de Ator).

Televisão

  • 2018 – The Love School , TV Record
  • 2016 – Haja Coração (Participação como Enfermeira Deise), TV GLOBO
  • 2016 – A Lei ( Participação como policial), Canal Space
  • 2007 – Teatro-Ra-Tim-Bum (O Tesouro de Balacobaco), TV CULTURA.
  • 2007 – Novela Maria Esperança (participação), SBT.
  • 2003 – Programa Retrato Falado (episódio: Histórias de Casamento), TV GLOBO.
  • 1999 – Programa Sandy & Junior (Episódio, O Substituto), TV GLOBO.
  • 2015 – Terra Comunal – Marina Abramovic + MAI – Supervisora e Facilitadora do “Método Abramovic”. Sesc Pompéia – São Paulo/ SP.
  • 2014 – Ocupação Zuzu – Itaú Cultural – São Paulo/SP, e no Paço Imperial – Riode Janeiro/ RJ.